Quem Vai Colocar o Sino no Gato?

Os tempos vividos neste mundo doente, pandêmico (embora alguns insistam que estamos no pós-pandemia, novo normal etc!) exige uma série de medidas e conscientizações para que a cura comece a acontecer e possamos nos livrar de doenças piores do que a Covid 19; principalmente do egoísmo, do pensar apenas em si próprios e do esquecimento de que fazemos parte de um sistema complexo, onde as ações de algumas pessoas afetam o todo na ótica da cidadania planetária.

Ideias e orientações advindas de conchavos políticos não tem trazido maior tranquilidade ou alento para este mundo e povo tão sofrido.

Enquanto a política for vista como um meio de vida em nosso país, o bem comum não fará parte dos objetivos desta turba que apenas vê o seu próprio bem, mantendo mordomias e auxílios que os fazem viver como reis enquanto o povo, aqueles que para eles é a plebe, passa fome, sofre e perde a esperança de dias melhores.

Não importa a questão partidária e sim a questão humana!

Enquanto partidos continuam “brigando” e fazendo conchavos e artimanhas, aqueles que neles votaram seguem sofrendo, passando fome ou ainda brigando entre si por conta de diferenças partidárias.

Política é algo maior que envolve o todo das relações humanas e, por estarmos em um país democrático, deveria balizar as ações de todos aqueles chamados de cidadãos brasileiros.

Enquanto tivermos medo de exercer, com verdade, o nosso direito de cidadãos e de seres políticos, seremos alvo de falácias e balelas advindas daqueles que foram eleitos como servidores e representantes do povo e seguem vivendo como realeza, com uma aura autoimposta como se fossem melhores que os demais cidadãos do país. Político não é melhor que nenhum cidadão e alguns, talvez a grande maioria, que nem merece nosso respeito, precisa ser colocada em seu devido lugar.

É triste ver políticos apontando soluções que só trazem benefícios à sua classe, verdadeiro câncer de nosso país.

Quando vejo alguns políticos apontando soluções que não beneficiam a nação me lembro da fábula de Esopo que conta que certa vez, os ratos de uma colônia viviam amedrontados com a presença do gato que os estava caçando. O gato era extremamente furtivo e silencioso e com isso conseguira matar vários ratos que ali viviam. Vários planos foram traçados, mas não conseguiam resolver isso ou se livrar de tal ameaça. Foi aí que resolveram fazer uma grande assembleia para encontrarem uma solução. Depois de muito debaterem um rato muito jovem e esperto, gabando-se de sua inteligência, sugeriu que amarrassem, no pescoço do gato, uma sineta para que ouvissem o alarme quanto este se aproximasse. O jovem rato foi aplaudido no alto do palanque pois o problema estava resolvido. Ao ver aquilo, um velho rato, considerado muito sábio em sua comunidade (talvez fosse verdadeiramente um professor!), que tinha ouvido tudo calado levantou-se de seu canto e ocupou o lugar no palanque. O velho rato disse que o plano era muito bom e ousado e quem com toda a certeza resolveria o problema, mas… só faltava uma coisa: quem penduraria a sineta no pescoço do gato? O jovem rato sumiu na multidão e cada um, passo a passo, deixou o recinto desfazendo-se a assembleia.

Pois é! Quem vai colocar a sineta no gato? O mesmo acontece em nosso país quando soluções mirabolantes surgem de forma a beneficiar somente a classe política e deixar desprotegidos aqueles que precisam de apoio ou melhores condições para exercer a sua cidadania.

Soluções verdadeiramente democráticas não podem ser unilaterais uma vez que precisam beneficiar a todos. Reformas na previdência, impostos e mais um tanto de ações que mexem apenas nos bolsos e condições do povo não pode ser chamadas de democráticas. Disputas políticas sujas por conta de vacinas resultou em quantas mortes em nosso país? Negacionismo, opiniões individuais e pessoais que não só beneficiam aqueles que as preferem não poderiam entrar nas pautas de políticos que se dizem sérios em seu mandato.

O esforço para curar o Brasil tem que ser de todos para todos, de forma a fazer com que a equidade se torne uma realidade em nosso país.

Não precisamos colocar a sineta no pescoço do gato, como na fábula, mas precisamos nos inteirar das questões políticas de nosso país, libertando-nos de partidarismo para exercer, nas urnas, o direito de cidadãos conscientes da necessidade de mudanças em nosso país, um país de extensões continentais que tem toda a condição de ser autossuficiente e manter a todos os seus cidadãos em condições dignas de vida.

Esta é a maior cura que buscamos para nosso país!

Políticos que amarrem sinetas em seus pescoços para se lembrarem de que são servidores públicos e deveriam servir de exemplo para aqueles que os elegeram.

Que a sineta toque em nossas reflexões para nos livrarmos de gatunos que insistem em nos fazer viver com migalhas.

2 thoughts on “Quem Vai Colocar o Sino no Gato?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

indin sxx wowindianporn.mobi freeindian sex chat olx chandigarh sobazo.com nokia 106 shakeela open sex indiansgetfucked.net pornoo call girls in guntur desi-porn.mobi 21 natural.com bangla video panu indianhardcore.info hindiporno desimms scandals redwap.me aao huzur tumko wankerlab beautypornvids.com xxx video kannada indian sexe videos wapoz.info heroines sex tamil rep sex video porn-planet.org gayle wife mallu aunties hot myindianporn.net tamil fat aunty nude redtube downloader meyzo.org banglarbhoomi xxxhemamalini redwap2.com sunny xx wwwsexcm black-pornstar.com maharastra sex video bangkok sex video indaporn.net xxx malayalam atmiya college rajkot pornobom.org sexy video gujarati sexy video gujarati